Pular para o conteúdo principal

Como atingir mais pacientes em um mundo sem fronteiras

CEO Insights

Ontem, tive o privilégio de representar a Baxter na conferência anual Brainstorm Health, da revista Fortune, na qual participei do painel “Bordeless World” (Mundo sem fronteiras) ao lado de George Barret, Presidente Executivo da Cardinal Health, e Michael Milken, Presidente do Conselho do Milken Institute.

Como muitos outros setores e tecnologias dos quais dependemos todos os dias, o setor de cuidados de saúde foi profundamente afetado pela globalização… em alguns casos para a melhor e em outros, não. A globalização claramente nos ajudou a promover avanços em conscientização, conhecimentos especializados e acesso a cuidados de qualidade para os pacientes em todo o mundo. Ao mesmo tempo, criou novos desafios, como a rápida disseminação de pandemias e a crescente prevalência da obesidade, do diabetes e da doença renal crônica, entre outras doenças crônicas, em países em desenvolvimento.

Ainda há muitas formas pelas quais podemos aproveitar os benefícios da globalização em todo o setor de saúde e em seu sistema ampliado, do desenho de estudos clínicos mais padronizados aos novos paradigmas operacionais em P&D e na cadeia de suprimentos. Como enfatizou o nosso painel, o importante é a indústria, os reguladores e os profissionais de saúde de todo o mundo se unirem para aproveitar esse potencial.

A Baxter está bem posicionada para fazer a diferença. Com 47.000 funcionários no mundo motivados por nossa missão de salvar e prolongar vidas e produtos que atendem às necessidades de pacientes em mais de 100 países, temos o compromisso de promover inovação inspirada em nível global, de formas a expandir constantemente o alcance e o impacto dos cuidados de saúde de qualidade.

—Joe Almeida, Presidente do Conselho e CEO